Livros que serão lançados durante o evento

Dia 11- 16 horas – saguão do prédio 20

Título: Memória e suas interfaces

Organizadores: Adail Sebastião Rodrigues-Júnior, Elzira Divina Perpétua, Fabíola Padilha, Ruth Silviano Brandão

Editora: EdUFES, 2016

Preço: R$ 40,00

Sinopse:Esta coletânea vai além da identificação de uma narrativa como texto de memória. Antes, propõe questões sobre como identidades são constituídas ou representadas nesse tipo de registro; que tipo de representação se dá na construção histórica de um registro memorialístico; que gêneros textuais se prestam a essa reconstrução; que legitimidade está instaurada no texto memorialístico a ponto de reconhecê-lo como registro de conhecimento histórico; e como imprimir nesse texto específico uma condição de verdade. Esses questionamentos, longe de esgotarem as propostas apresentadas, ampliam o diálogo das abordagens acerca da memória com áreas do conhecimento multidisciplinar.

Título: A cumplicidade dos espaços: subjetividade e gênero na escrita de Caio Fernando Abreu

Autores: Juan Filipe Stacul e Gracia Regina Gonçalves
Sinopse: Neste livro, os pesquisadores Juan Filipe Stacul e Gracia Regina Gonçalves traçam um perfil da obra de Caio Fernando Abreu, apresentando as principais características de sua escrita e as principais análises críticas sobre a produção do autor. Além disso, delineiam um debate sobre as questões de gênero e alteridade que permeiam seu romance inaugural Limite Branco, obra em que podemos vislumbrar os traços iniciais de uma escrita em formação. O livro é publicado em memória aos vinte anos de falecimento do autor e faz parte do dossiê temático da Revista Jangada (periódico acadêmico sobre literatura e artes).

Título: Contos de horror

Autores: Ariadne Marinho et al.
Assassinos que vagam insones pela noite, criaturas das trevas que espalham dor e morte pela terra, pesadelos, medos, angústias: eis o universo que constitui o primeiro volume da obra Contos de horror. Este é um livro de narrativas curtas, ágeis, que versam sobre os horrores que povoam nossos pesadelos e aqueles que enfrentamos todos os dias na vida real. Ao leitor, resta uma imersão nas trevas que nos habitam.

Título: Literaturas africanas: narrativas, identidades, diásporas

Organizadora: Franciane Conceição da Silva
Antes excluídas dos espaços acadêmicos e, quando não, sempre de maneira derrogatória, de modo geral, as literaturas africanas: francófona, anglófona e, sobretudo, a lusófona, estão se consolidando cada vez mais. Todavia, para a maioria do público brasileiro, inclusive estudantes da área de Letras, esse sistema literário ainda é pouco conhecido. Este livro tenta, assim, sensibilizar outros olhares para o reconhecimento de uma arte que já tem em si o valor de ser produzida contracorrente, em resposta a pressões que caracterizam ao longo da história um processo de invisibilização. De tal modo, lançamos aqui um olhar atento a narrativas imbuídas de forte tendência política e social, com um olhar crítico no presente, no passado e esperançoso no devir.

Título: Ideologia, eu quero uma para ensinar: currículo em mo(vi)mento do Distrito Federal

Autor: Eduardo Dias da Silva
O presente livro tem como objetivo analisar e refletir a(s) ideologia(s) que subjaz(em) o Currículo em Movimento da educação básica do Distrito Federal (2014) em relação à coordenação pedagógica e à formação de professores, perpassando pelas teorias curriculares que foram os temas centrais deste trabalho. A questão mais importante repousa em percorrer alguns dos nós que entrelaçam a rede discursiva que dá consistência à trama da educação básica pública no Distrito Federal. Sendo assim, o objeto de investigação escapa ao mero campo da teorização linguística e educacional (in)formais e passa a integrar outros domínios: o da humanidade, o da historicidade, o da ética e o da diferença em relação ao outro.

Título: Driven by Eros

Autor: Juan Filipe Stacul

This book is a great opportunity to learn more about Brazilian literature and its connections with American contemporary culture. In his work, Juan Stacul, former Visiting Scholar at the University of Illinois at Urbana Champaign and researcher of the Capes Foundation (Brazil), proposes a comparative analysis between the novel Whatever Happened to Dulce Veiga?, written by the Brazilian writer Caio Fernando Abreu, and the screenplay of Tennessee Williams’ A Streetcar Named Desire. In his analysis, Stacul shows how these authors associate gender roles with the expression of desire, as well as the intimate connection between gender construction and the ideas of movement, transition and indefiniteness.

Título: Machado de Assis – contos selecionados

Seleção e prefácio de Elisângela Lopes Fialho

Por meio dessas histórias, Machado de Assis nos faz viajar no tempo, pela linguagem, pela descrição dos costumes do século XIX. Além disso, nos faz refletir sobre o nosso presente, sobre a sociedade e os homens e seus costumes atuais. Suas histórias servem não só para passar o tempo do leitor, como sugere em seus prefácios. Os contos que escreveu fazem dele um Mestre no gênero, e de nós, leitores ávidos, curiosos e encantados, diante do modo machadiano de contar sem revelar tudo.